Pesquisar

Conheça nossos serviços!

Deseja saber mais sobre nossos serviços? Agende uma apresentação agora!

Quero criar um fundo!
Facebook Instagram

Blog

Confira as dicas para montar um currículo profissional

Postado por em 04/07/2013

Após o momento da formatura, o profissional recém-formado tem um objetivo comum: conseguir o primeiro emprego, tarefa que não é tão fácil para a maioria dos brasileiros. Conquistar a primeira oportunidade de trabalho e se adaptar à rotina de uma organização, geralmente, assusta grande parte dos jovens. Por isso, a Phormar, pensando no seu futuro profissional, conversou com um especialista no assunto para que você saiba elaborar um bom currículo.

Segundo o psicólogo e consultor em Gestão de Pessoas da empresa Ciclo RH, Lucas Sarruf, “é importante que o candidato tenha bom senso na inclusão de seus dados. Objetividade e coerência são fundamentais. Portanto, deve-se colocar brevemente os dados pessoais (nome, endereço e contatos), formação e experiências profissionais. Nestas últimas, definir objetivamente os cargos e as principais atividades executadas”, explica.

Além dessas informações, o especialista destaca que a inclusão da foto no documento não é necessária. “Ela deve ser de acordo com a vontade do candidato. Acima de tudo, caso opte por colocá-la no currículo, é preciso ter cuidado com a postura e credibilidade transmitidas”, ressalta Sarruf.

Uma outra dúvida que surge quando o candidato está montando o currículo é se coloca ou não a pretensão salarial. Para o psicólogo, se o contratante estabelece essa exigência, o candidato deve informar a remuneração desejada para aquele cargo; caso contrário, não é obrigado.

Sobre outras experiências que não tenham semelhanças com o cargo pretendido, o consultor acredita que elas devem ser listadas no documento. “É válido, visto que, mesmo atuando em áreas diversas, cada emprego auxilia o candidato a desenvolver competências que podem facilmente ser úteis em outras ocupações. O avaliador sempre se atentará a isso”.

size_590_modelo8

Caso o candidato opte por formatar o currículo diretamente para a vaga pleiteada, o especialista comenta que também é viável. “O candidato, ao se inteirar dos pré-requisitos desejáveis para assumir o cargo, pode evidenciar no documento aquelas qualificações e experiências vividas de acordo com o perfil da vaga”.

Carta de recomendação

Junto a essas informações, algumas empresas ou sites especializados em vagas de emprego solicitam uma carta de recomendação, que é um documento no qual o antigo empregador atesta as qualidades profissionais e pessoais do seu ex-funcionário e o recomenda para quem possa interessar. “A carta de recomendação, geralmente, é solicitada pelo entrevistador após a primeira entrevista presencial. Logicamente, caso o candidato já a possua, é válido direcioná-la ao novo empregador. É bom lembrar que, uma carta de recomendação por si só não define a boa apresentação do candidato. No geral, a aprovação no processo de seleção se dá pela postura, interatividade, raciocínio e desenvoltura apresentados”, salienta.

PNPE

Programa Nacional de Estímulo ao Primeiro Emprego (PNPE) é um conjunto de ações direcionadas para gerar empregos e preparar os jovens para melhor inserção no mercado de trabalho. O PNPE incentiva as empresas a contratarem jovens pagando um incentivo financeiro a cada vaga criada.