Pesquisar

Conheça nossos serviços!

Deseja saber mais sobre nossos serviços? Agende uma apresentação agora!

Quero criar um fundo!
Facebook Instagram

Blog

Destino: Circuito Caminho Novo

Postado por em 17/06/2013

No início do século XVIII, com a grande produção de ouro, a corte brasileira precisava de um caminho novo para o escoamento da produção da região aurifica. Foi então que o sertanista Garcia Rodrigues Paes abriu o Caminho Novo dos Campos Gerais ou Estrada Real da Corte, facilitando o trajeto entre o Rio de Janeiro e o sertão de Minas Gerais.

O Circuito Caminho Novo é formado por sete cidades de Minas Gerais: Antônio Carlos, Santos Dumont, Ewbank da Câmara, Juiz de Fora, Matias Barbosa, Santana do Deserto e Simão Pereira. A estrada foi responsável pela povoação da região e, mais tarde, pela chegada do café à Minas no século XIX. Separamos alguns lugares nessas sete cidades que você não pode deixar de conhecer.

Em Antônio Carlos, município com cerca de 12 mil habitantes, não deixe de visitar a fazenda Borda do Campo, construção do século XVIII e tombada como patrimônio histórico pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (IPHAN). Na entrada da fazenda há um importantíssimo marco de sesmaria. Na cidade de Santos Dumont, o destaque fica para a casa de Alberto Santos Dumont, nascido na cidade. O museu, além da casa, móveis e decorações, possui fotografias, documentos, cartas, projetos e outras curiosidades sobre o Pai da Aviação.

Já em Ewbank da Câmara, o Caminho Novo apresenta trilhas com visuais para lá de encantadores, com riachos, áreas de matas, pastos, currais etc. Em Juiz de Fora, o destaque é o Museu Mariano Procópio. Apesar do casarão, que possui o segundo maior acervo da família imperial, estar em reforma, o parque do museu foi restaurado e é um lugar ótimo para passear com a família. O parque ainda conta com um pedalinho e atrações culturais.

Em Matias Barbosa, vale a visita à capela do Rosário. Construída em 1709, ela foi ponto de parada e serviu de pouso para os Inconfidentes. Ela ainda possui um túnel que liga o piso da camela à avenida principal da cidade. A Fazenda Santa Sofia é o destaque na pequena Santana do Deserto. Construída no século XIX, a Santa Sofia possui um belo conjunto arquitetônico e maquinário para beneficiamento do café. Para terminar, em Simão Pereira encontra-se o Casarão de Registro do Paraibuna, onde era realizada a fiscalização do quinto do ouro, no trecho do Caminho Novo. Casarão construído no início do século XVIII, às margens do Rio Paraibuna, hoje é tombado pelo município.

Dadas as dicas, faça as malas e aproveite a beleza e a importância histórica das cidades da nossa região!