Pesquisar

Conheça nossos serviços!

Deseja saber mais sobre nossos serviços? Agende uma apresentação agora!

Quero criar um fundo!
Facebook Instagram

Blog

Empresa júnior: conhecimento e prática além da sala de aula

Postado por em 26/06/2013

Uma boa formação acadêmica vai além dos bancos universitários. É de extrema importância buscar conhecimento fora da sala de aula, fazer cursos complementares, participar de congressos e seminários.

Além disso, é fundamental se informar sobre o mercado de trabalho e também vivenciá-lo. Para isso, muitos cursos oferecem aos estudantes as empresas juniores, que têm o objetivo de realizar projetos e serviços que contribuam para o desenvolvimento do país e de formar profissionais capacitados e comprometidos.

Para a estudante do curso de Jornalismo da Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF), Thamires Toschi, que atua como consultora da empresa júnior da Faculdade de Comunicação Social da instituição, essa vivência é muito importante “Fazer parte da Acesso Comunicação Jr é importante, pois desenvolve o meu lado profissional, complementando o meu aprendizado da sala de aula. Com essa prática, aprendemos a trabalhar em equipe e desenvolvemos um lado de líder, pois como não temos um chefe, fazemos de tudo um pouco dentro da empresa”, conta. Thamires destaca que, com o passar do tempo, ela já tem uma visão mais estratégica de como gerir uma empresa, com uma postura mais profissional.

Quem compartilha com a opinião da estudante é o jovem Victor Balbi, que teve a oportunidade de atuar na empresa júnior da Faculdade Machado Sobrinho, que presta serviços de consultoria no setor administrativo. “A Masci foi um complemento para minha formação. Na faculdade eu tenho contato com toda teoria, e na empresa júnior eu tive a oportunidade de colocar toda a lição absorvida em prática”, relata Balbi, que ficou dois anos e seis meses na empresa, como Diretor de Marketing.

Segundo Balbi, os novos estudantes devem participar, de forma atuante dessas empresas, pois a experiência desenvolve um lado de empreendedor. “Ter a chance de gerir uma empresa com problemas, desafios, clientes e metas reais desde o primeiro momento da faculdade torna os universitários cada vez mais preparados para montar o próprio negócio, ou estarem mais capacitados para o mercado de trabalho”, afirma.

Além disso, Balbi, que também foi o coordenador geral do Encontro Mineiro de Empresas Juniores (EMEJ) 2013, enfatiza que “uma das principais características dos jovens empreendedores é estarem, cada vez mais, buscando inovações capazes de transformar o mundo em um lugar melhor para se viver.”

EMEJ

O encontro está em sua 20ª edição. Em vinte anos de EMEJ, os empresários juniores de Minas e do Brasil já foram desafiados a inovar e a se transformarem, para evoluírem enquanto pessoas e profissionais de sucesso.